Bastidores, Ideias, Sites e Apps

uma teoria explica por que o tempo parece voar

uma-teoria-explica-por-que-o-tempo-parece-voar

Você já percebeu como a gente está cada vez mais sem tempo? Ou como o tempo parece passar mais rápido a cada ano?

Se você tá teve essa impressão, saiba que você não está sozinhx. #tamojunto

Se pararmos para pensar, o dia continua tendo as mesmas 24 horas desde o momento em que nascemos. Lembra quando você era criança e uma manhã (ou tarde) na escola parecia durar uma eternidade? Se o fim de semana nunca chegava, imagine então as férias escolares, aniversário, Natal… Parecia dia de São Nunca.

Só que, um dia, isso começou a mudar. A sexta-feira não demorava mais tanto para chegar, assim como as férias. O problema é que, quando chegavam, pareciam passar rápido demais. De repente, tudo começou a passar tão rápido que, quando a gente percebe, lá se foram semanas e até meses desde que você viu ou falou com um amigo.

Quem me conhece pessoalmente já me ouviu dizendo, em algum momento, que o tempo passa rápido quando a gente está se divertindo. É uma das frases que mais repito, porque eu realmente acredito que quando a gente está curtindo um momento, desejamos que o ponteiro do relógio gire mais lentamente. Mas, assim como o dia continua com suas 24 horas, as horas continuam com seus 60 minutos e os minutos continuam com seus 60 segundos. Isso também não muda.

Então, o que muda? Somos nós, é claro. Se você já falou sobre o tempo comigo – você vai perceber aqui no Amandices que este será um tema recorrente em nossas conversas -provavelmente já me ouviu citando uma teoria que tenta explicar por que, afinal, o tempo parece estar passando mais rápido.

com vocês, o filósofo Paul Janet

Em 1897, um filósofo francês chamado Paul Janet elaborou uma teoria para explicar a nossa percepção de tempo. Apesar desta ideia não ser aceita universalmente, ela faz o maior sentido para mim. E talvez faça para você também.

Pense o seguinte: um bebê tem 1 mês. Uma semana é 25% da vida dele. Quando ele completar um ano, aquela mesma 1 semana que era 25% da vida dele, tornou-se menos de 2%.

Agora, imagine que este 1 ano corresponde a 100% da vida do bebê. Mas, quando ele tiver 50 anos, este 1 ano será apenas 2% da vida dele. Agora tenta calcular como ficam os dias, os minutos, os segundos…

Basicamente, a gente percebe o tempo em relação ao nosso tempo absoluto. Para uma criança de 3 anos, ficar 3 minutos de castigo é uma eternidade, porque 3 minutos dentro do universo de seus 3 anos de vida é muita coisa. Para um adulto, 3 minutos não é nada (a não ser que você esteja meditando, por exemplo, mas isso é assunto para outro post).

Para você conseguir sacar essa história de um jeito mais fácil, recomendo Why The Time Flies, um infográfico interativo criado por Maximilian Kiener que usa um recurso visual bem legal para explicar tudo isso. Sim, está em inglês, mas é bem acessível.

No final, Kiener nos lembra que a vida é curta, então faça as coisas agora. Ou, como minha avó adorava repetir, não deixe para amanhã o que você pode fazer hoje.

Minha pergunta hoje é: o que você gostaria de fazer hoje, mas continua deixando para depois?

Mandis

Quando eu era criança, adorava ouvir histórias. Gostava tanto que, depois que cresci, decidi que não só iria continuar ouvindo histórias, como também ajudaria a contá-las. Nas horas vagas, vivo minhas próprias histórias e reservo um tempinho para transformá-las em textos, fotos e outras amandices por aí.

Deixe seu comentário!

2 Comments

  1. Andy

    Massa o texto! ;]
    Assisti um filme que dizia: “Uns tem 7, alguns 100, outros 5.000… afinal quantos dias de vida ainda nos restam?”. (Before i fall). Tem uma passagem também em Mt 24:22 que diz que: “… os dias seriam abreviados”.
    Escreva mais! Curti! ;]

    16 . mar . 2018
    • Mandis

      Oi, Anderson! Obrigada! Gostei da dica do filme, vou assistir. Pode deixar, vou continuar escrevendo. E espero que você volte mais vezes. Até a próxima!

      17 . mar . 2018

Deixe seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Seguir Amandices

Receba as novidades do Amandices no seu email!

error: Entre em contato para solicitar este conteúdo.